News

Deveria estar escrevendo a newsletter HyperPOP!, que deveria ter sido enviada hoje (quarta-feira). Sem o menor saco ou clima para escrever. Isso vai ser feito amanhã, quando também pretendo atualizar o Hypervoid com a nova história sobre elfos.

Quarto

Meu pai deu uma estabilizada e está bem melhor. Ainda deve ficar no Hospital por mais alguns dias, mas felizmente o pior passou. Dessa vez o susto foi grande e fiquei com muito medo. Mas ele já está sem os sedativos, finalmente respirando sem as máquinas e voltou a ficar consciente e a comer. Hoje ele sai da UCI e vai para um quarto padrão, o que tornará tudo mais tranquilo, além do horário de visitas ser bem mais flexível.
Graças a Ganesha, Hermes, Deus e Oxalá.

O que me lembra: OM Shri Ganeshya Namah

Comments

Nah, desabilitei o sistema próprio de comentários do Blogger. Ele é bom, mas essa história de só estar disponível para quem se cadastrar no Blogger.com é muito antipática. Não faz sentido ter de se cadastrar para postar um simples comentário. Copiei e colei os comentários de quem havia postado algo no sistema antigo para o novo sistema, do ReBlogger.

Outra vantagem é que ele abre na mesma página, sem precisar abrir uma página só com aquele post específico para ler os comments (o que obriga o cara a dar back para voltar ao blog, o que é um saco e viadagem). Ele não é tão visualmente bonito, mas quebra um galho (e agora está com a mesma cor do blog, cool).

Sem Cadastro

Coloquei um segundo sistema de comentários, para quem não quer se cadastrar no Blogger. Quem já é do Blogger ou tem conseguido comentar, pode comentar clicando em “Comments”; quem não quer se cadastrar no Blogger ou não tem conseguido comentar, pode fazê-lo clicando em “Comments (non-Blogger)”. Na verdade, escolha o que funcionar melhor para você.

Uma dica: se deseja apenas ler os comentários já postados, clique no primeiro “comments” que aparece logo abaixo do post, porque ele mostra os dois sistemas de uma só vez.

Founding fathers

Ontem fui visitar meu pai na UCI (Unidade Coronariana Intensiva, essa é a sigla) do Hospital São Lucas, em Copacabana. Ele teve pneumonia dupla, seguida de isquemia cardíaca, um infarto e agora septicemia. Estava há uma semana inconsciente, sedado. Ontem, os médicos – mais confiantes e otimistas – pararam de aplicar os sedativos. Ele finalmente pode ver onde estava após uma semana. Não conseguiu falar, mas chorou quando me viu entrar no quarto.
É nessas horas que saem as pessoas e entram os deuses. Ganesh, sempre removendo os obstáculos; Hermes-Mercúrio, deus tão controvertido – se é que a velocidade tem tempo para controvérsias; Iemanjá, mãe das águas; Apolo, deus da medicina; e o amálgama Marvel-DC que reúne todos os deuses e entidades, esse vórtex multidimensional poderosíssimo e composto de espelho mágico xamãnico que as pessoas chamam de “Deus”.

Acredito que em uma semana ou mais (ou menos, se os deuses quiserem) ele esteja em casa de volta. Namu Amida Butsu.

Partida

Meu nome é Alexandre de Jarem Mandarino. Mantive um blog chamado Hypervoid até há pouco tempo, mas acabei transformando-o em um site de ficção e contos, porque o formato me parecia mais adequado. Não me enganei, mas agora sinto falta de manter um blog novamente. Mas pretendo não cair na mesma bobagem do blog anterior, falando sobre notícias, cultura pop, etc. Preciso expulsar o ranço do jornalismo de dentro de mim e “informar” é uma ação muito chata e pouco compensadora. A informação está por aí, acha quem quer (e pode).

A informação, aliás, está na newsletter HyperPOP!, que mantenho semanalmente e chega ao seu e-mail com as melhores notícias inúteis sobre cultura pop e conspirações. Não, este blog não é sobre notícias. Também não é de textos de ficção, pois já tento treinar a minha escrita e as outras coisas que eu faço (músicas, traduções, etc) no Hypervoid. O que vou fazer neste blog é o que todos fazem: falar de mim e sobre o meu dia-a-dia; colocar no “papel” o que eu acho e penso sobre as coisas. Talvez isso só interesse a mim – como deveria ser, aliás -, mas está aberto para quem quiser e tiver paciência de ler.

Se você quer notícias pop, assine a newsletter HyperPOP!, no link acima. Ela é entregue toda quarta-feira no seu e-mail, sem spams e contendo o melhor da cultura pop que é relevante hoje em dia.
Se, por outro lado, quer ler contos estranhos, visite o Hypervoid. É lá que coloco meus textos de ficção.
Se quer saber sobre meus erros, acertos e opiniões e sobre o que bebi ontem, fique por aqui mesmo.

Mudança

Pessoal, a partir de hoje o Hypervoid passa a ter uma nova função. Devido ao crescente desinteresse (tanto meu quanto dos leitores), o blog em si está permanentemente desativado. Mas o site continua – e a todo vapor.

Explico: as notícias sobre os diversos assuntos (ou “Categorias”) vão deixar de ser atualizadas. Fiz isso durante quase um ano e meio, abordando política, música, cinema, games, quadrinhos e inúmeras outras coisas, em um total de mais de 950 posts. Mas não vejo mais sentido nessa experiência jornalística, que sempre funciona melhor em equipe. O material que compunha o blog vai continuar no ar, como uma espécie de banco de dados para quem interessar. Poderá ser acessado no menu aí ao lado, clicando em “Arquivos por Categoria”. Mas essa parte “blog” do site deixa de vez de ser atualizada e de constar aqui na página inicial. Acho que está na hora de passar para uma nova fase.

O Hypervoid continua existindo, mas como um site onde postarei somente os meus textos e links para as minhas coisas. Com isso, continuarão sendo atualizados apenas quatro das antigas páginas: Contos, Hyper-POP!, McQueen e Chip Totec. Contos, como o nome diz, é a página dos meus contos de ficção. Hyper-POP! é uma coluna (que passará a ser semanal), que aborda os mesmos assuntos do antigo Hypervoid, só que em textos maiores e mais bem pensados, tentando falar sobre os vários aspectos do tema escolhido. Pense em um Hypervoid semanal e maior e você estará certo. Quem gostava do caráter “cultura pop” do Void não ficará órfão, graças a esta coluna. McQueen é a página de microcontos, unindo textos curtos e imagens. E Chip Totec é a página do meu projeto de música eletrônica, que continua existindo.

O Hypervoid em si passa a ser um site de ficção em capítulos, atualizado diariamente. A cada dia, um novo pedaço da história será publicado – e ao fim de cada história uma outra a sucederá. Enfim, uma espécie de versão online dos antigos pulps dos anos 20 e 30 e, claro, uma ótima forma de testar e exercitar a minha escrita. Espero que com isso vocês também acabem se entretendo, claro. Os contos seriados e os textos curtos serão basicamente dos gêneros policial, FC, fantasia, horror e realismo fantástico. E, ocasionalmente, tudo isso junto. Ou não.
A primeira história começa amanhã. As partes diárias serão curtas (por isso não as estou chamando de capítulos) e de leitura bem ágil. Provavelmente vou usar links como parte do texto, de forma meio bizarra, tentando integrar a Internet à ambientação da “trama”.

Ah, as páginas “funcionais”, como Links, Downloads (em breve estará ali a minha tradução para o português de GTA – Vice City) e Bio também continuam sendo atualizadas. Mas o blog em si está morto. Foi divertido enquanto durou, mas acredito que é uma fase que já se esgotou. Agradeço de verdade a todo mundo que acompanhou o Hypervoid ao longo deste tempo, lendo, postando comentários, links em seus sites e me ajudando a fazer o blog. A todos vocês, um “muito obrigado” realmente gigantesco. Não vou fazer uma lista de agradecimentos, porque fatalmente minha memória seria injusta e eu esqueceria de alguém, mas faço questão de agradecer aqui ao Anônimo Veneziano, que provou que nomes e rostos são dispensáveis quando se tem caráter e amizade de sobra. Valeu, cara!

Bom, é isso. Espero que vocês continuem acompanhando o site nesta nova fase. E, claro, que gostem das histórias que vão aparecer por aí. Fiquem de olho na página inicial, em http://hypervoid.tk, pois é lá que serão notificadas as atualizações do McQueen e das outras partes do site.

Um grande abraço,
Alexandre Mandarino

Um P.S. final:

Quem quiser continuar discutindo sobre os diversos elementos da cultura pop, além de política e esoterismo, pode assinar a lista de discussão Hypervoid. Basta visitar a página do YahooGrupos, aqui.

E quem preferir falar sobre essas coisas de uma forma mais “web”, sem usar o e-mail, basta se cadastrar no Orkut, em http://www.orkut.com/, e visitar a comunidade Hypervoid, que existe aqui.

Qualquer coisa, me mandem um e-mail (o endereço está aí no menu ao lado, em sintaxe à prova de spambots).

Coconut

O site agora tem uma nova página inicial, em
http://hypervoid.tk/

Com isso, as coisas ficam mais bem organizadas. Também passa a ter novo domínio próprio, graças aos caras da ilha de Tokelau, em Samoa. Vamos ouvir uma musiquinha de lá:

I went to Olohega, ate the pale coconut there
Ha malomalo hahau, ha malomalo hahau
I went to Fakaofo, ate the rich coconut there
Ha malomalo hahau, ha malomalo hahau
I went to Nukonunu, ata nonu fruit there
Ha malomalo hahau, ha malomalo hahau
I went to Atafu, ate skipjack there
Ha malomalo hahau, ha malomalo hahau

Uma fruta para cada uma das quatro ilhotas do arquipélago-país de Tokelau. 1500 habitantes, sem capital federal. Dá para ir andando da ilha de Fakaofo para a ilha maior de Fenuafala, sobre os recifes, quando a maré está baixa. Eu poderia tranquilamente morar em um lugar desses, desde que com Internet e dinheiro para sair de lá ao menos uma vez por mês e ir a uma rave na vizinha Nova Zelândia. Tokelau fica a distâncias semelhantes do Havaí, da Nova Zelândia e da Ilha de Páscoa: um ponto minúsculo bem no meio do Pacífico. Colocaria minhas sandálias, levaria meu laptop até a praia e faria o Hypervoid na areia, tomando água de côco e comendo fruta-pão.

Googlalizer

As últimas pessoas que vieram parar aqui através de mecanismos de buscas estavam procurando:
“mulheres peitudas” (de novo!); “senhor dos anéis retorno do reino (sic) para PC”; “o ritmo de ROXY MUSIC” (!!); “investigador morto março 2004”, “fichamento de arquivos”, “hypervoid” (sim!!) e “alfa-beta”.

Google Void

Os últimos sujeitos que vieram parar no Hypervoid através do Google estavam procurando: “ganhar dinheiro GTA Vice City”; “grupos terroristas”; “quadrinhos Mestre do Kung Fu”; “Alexander McQueen”; “licôr de mandarino”; “mulheres peitudas”; “hempel logo.ai” (??) e, o melhor de todos, “Bin Laden na lama”.