550º lugar: Jason and the Argonauts (Jasão e os Argonautas)

Inglaterra, 1963.

De Don Chaffey.
Com Todd Armstrong e Nancy Kovac.

O diretor britânico Don Chaffey não consegue extrair nem mesmo interpretações razoáveis desse elenco de losers. Mas o filme tem três pérolas: um roteiro excelente; os fantásticos efeitos especiais do mestre Roy Harryhausen; e trilha sonora de Bernard Herrmann, o mesmo que fazia as trilhas dos filmes de Hitchcock.
A história é mais do que manjada: Jasão reúne uma tripulação de heróis mitológicos (entre eles, Hércules) e parte em viagem no navio Argos para resgatar o Novelo de Ouro. Na jornada, eles enfrentam harpias, o gigante de bronze Talos, uma hidra e um exército de esqueletos. O melhor exemplar dos filmes de aventura com stop-motion dos anos 60, fácil.

Ah, este blog irá listar meus 550 filmes favoritos de todos os tempos, em ordem crescente. Ou seja, daqui a 540 posts, chegaremos no meu Top 10. Depois disso, ele vira um blog sobre cinema em geral. See ya (with the lights out).

Posted in Cinema and tagged .

Alex Mandarino

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *