“E uma garrafa de rum”

O Caso dos Dez Negrinhos é realmente impressionante e, sim, um dos livros mais assustadores de Agatha Christie. É de 1939 e fico imaginando como na época essa sensação deve ter sido amplificada pelo fato de muitas das idéias que apareceram ali ainda serem novidade e não terem sido exploradas pelos seus futuros derivados. Clássico.
Li também a coletânea Um Acidente e Outras Histórias, que já havia lido alguns anos atrás e desta vez me pareceu bem melhor. Cerca de dez contos, dois com Parker Pyne (personagem que adoro), um com Poirot e outro com Miss Marple. O último conto do livro, No Fundo do Espelho, me surpreendeu por conter um elemento sobrenatural, coisa até então ausente de tudo o que havia lido dela.
Enfim, dois grandes livros. Mas, apesar de excelente e uma brilhante obra-prima, O Caso dos Dez Negrinhos não me impressionou mais do que O Assassinato de Roger Ackroyd, até agora o melhor livro que já li da tia Agatha.

Posted in Literatura and tagged , .

Alex Mandarino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *