kansas anymore

Está chovendo. Eu caminho despreocupado por um mundo criado em 3D com a intenção de simular uma realidade habitada por gangsters. Entro em uma mansão abandonada, em uma vizinhança tomada por mafiosos italianos. Paro em um terraço com vista para a praia e, para minha surpresa, a chuva parou e um arco-íris se forma no horizonte.
As surpresas e maravilhas que acontecem durante um game acontecem comigo? Quem sou eu? Apenas esse construto de carne e ossos que mais cedo ou mais tarde estarão comidos por vermes? Ou sou tudo o que faço e presencio, mesmo que em um mundo que “não existe”? Eu realmente vi esse arco-íris? A realidade em 3D é mais ou menos real que a nossa “realidade”?

Cena do game Grand Theft Auto 3 (Rockstar Games).

Posted in Nano-Contos.

Alex Mandarino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *