Entropia

Ufa.
Passado o momento desabafo, voltamos à nossa programação normal.

Não estou com raiva de nenhum acontecimento ou caso em especial, mas do todo. É muito irritante ver pessoas razoavelmente inteligentes se comportando como se tivessem que provar alguma coisa. A Internet (listas de discussão, blogs, e-mails, fóruns) está tomada por pessoas que, apegadas às certezas que só um fanatismo muito grande é capaz de dar, impedem as discussões, atravancam os threads com ruído e entropia sem sentido e discordam só pelo prazer de discordar. É bizarro como tem se valorizado mais ter “opiniões novas” do que “opiniões inteligentes”. Para vir com opiniões novas, as pessoas têm lançado mão da lógica mais descabida.
Um exemplo:
“Eu gostei muito do filme (ou livro, ou disco) X.”

“Eu também. Embora X tenha roubado todas as suas idéias de Y, que em 1456 já fizera a mesma coisa.”

Enfim, um saco. O sujeito também gostou de X, mas – como ele não pode concordar com qualquer outra pessoa – se vê na obrigação de adicionar um detalhe duvidoso, sem importância e provavelmente não-relacionado somente para mostrar uma suposta abrangência cultural e mostrar que tem “idéias novas.” E nessa busca ensandecida por pontos de vista “inovadores”, misturam alhos com bugalhos e disseminam asneiras. O que tem no leite dessa gente que todos acham que precisam se comportar como Galileu Galilei ou Isaac Newton, descobrindo novas leis e ângulos insuspeitados a cada esquina?
Assim, o diálogo vai pro espaço e a discussão morre. Porque, enquanto você fica tentando falar sobre o produto X, o sujeito do outro lado, na verdade, não pára de falar sobre ele próprio.
Enfim, ego + comunicação = entropia.

Posted in Pessoal and tagged , .

Alex Mandarino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *