Wednesday, April 9, 2003 at 12:48 PM

O quanto as pessoas têm reclamado de falta de amor e reciprocidade nas relações. Você navega pela Internet e esbarra com um deserto sentimental. Uma multidão de rostos anônimos, reclamando de sua solidão para pessoas que nunca chegarão a conhecer pessoalmente. O coletivo está se tornando cada vez mais solitário. Nunca na história da humanidade tanta gente foi tão sozinha.
Acho que chegamos a um estágio da sociedade tecnológica e da cultura extremamente massificada que supera todas as teorias e previsões feitas nas décadas passadas. A facilidade do acesso a múltiplas informações, o fácil deslocamento pelo mundo, tudo isso vem acompanhado de uma inescapável sensação de isolamento. Todos ligados juntos ao nada.
O curioso é que as pessoas solitárias também têm dificuldades em expressar o que sentem. Como é que chegamos a esta situação de reclamar do vazio e exigir carinho se não estamos dispostos a oferecer o mesmo? Todos reclamam de solidão e incompreensão, mas ninguém está disposto a amar alguém. O ato de abraçar, de amar, de entender e divertir outras pessoas desperta terror na maioria.
Quem quer amor precisa aprender a parar de pensar só no próprio umbigo.

Posted in Pessoal and tagged , .

Alex Mandarino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *