“— Então são anarquistas?
Queremos elevar o nível de consciência humana para acabar com coisas como racismo, machismo, sexismo, homofobia, fundamentalismo religioso, exploração dos indefesos. Mas não somos anarquistas tradicionais, porque acreditamos que não há liberdade quando as pessoas são obrigadas a compartilhar a mesma roupa de baixo. Poderíamos dizer que somos pós-anarquistas, se não fôssemos anteriores aos anarquistas. Por que o ser humano sempre precisou de líderes? Por que entregaram as vidas de milhões nas mãos de Stalin? Por que milhares de alemães desempregados e na maior crise econômica de sua história recente apoiaram um nanico louco e patético como Hitler? Por que tantas “revoluções” seguidas por banhos de sangue até maiores que os promovidos pelo status quo anterior? Por que todos os anarquistas de coração sempre sabem, no fundo, que beijam uma utopia irrealizável?
— Porque as pessoas são idiotas — respondi.
— Sim! — disse Mann, divertido — Sim. Bom, não necessariamente idiotas, mas precisam de líderes. E por que precisam de líderes? Porque não sabem o que fazer. São bilhões de pessoas perdidas, que precisam que alguém lhes diga o que comer, o que vestir, o que ouvir, o que assistir, quem namorar, que papel higiênico comprar, que aparelho de TV.”
(trecho de Guerras do Tarot, de Alex Mandarino. Em breve pela AVEC Editora).
‪#‎guerrasdotarot‬

Posted in Literatura and tagged .

Alex Mandarino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *